pub

Tags : poema

  • avatar

    Vou até ti

    Palavrasfelinas, em palavrasfelinashá 3 horas

    Vou até ti como quem vai seguindo a imparável emoção dos encontros Chego e vejo o começo de um mundo a abrir-se lentamente aos regatos dos sentidos Não sei se vida começa dentro de um amor..ou se o começo é mesmo a amor a começar..a fluir Gostaria de adormecer e pensar que (...)

    Ler mais
  • avatar

    Um par de Tolos

    Sr NeKro, em rimasipoesiahá 20 horas

    Bem, o mundo gira uma vez mais. E  aqui se encontram! Encalhados e solitários, num mundo cheio de palhaços! Presos na mesma água, mas em diferentes aquários. Separados, somente, pelo encanto dele..   Como se fossem meros bonecos, de panos e de meias, presos por um fim de (...)

    Ler mais
  • avatar

    Sem mais, sem menos

    Rita PN, em contame-historias21/8/2017 às 06:25

              Não creio que sejas tu mais do que outros. Tao pouco que exista alguém que a mais se eleve se posto lado a lado com o mendigo que dorme ao relento da vida, envolto no sopro de um cobertor de memórias sob um alpendre que lhe ignora, irrisórias as tempestades e (...)

    Ler mais
  • avatar

    Os poemas

    Rita PN, em atequeossentidostransbordem21/8/2017 às 06:25

    Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapão. Eles não têm pouso nem porto alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no (...)

    Ler mais
  • avatar

    As árvores dos teus braços

    francisco luís fontinha, em franciscoluisfontinha20/8/2017 às 19:16

    Navego nos teus alicerces de prata, Sinto o término do dia, é triste, meu amor, a despedida da luz vadia… Quando tenho nos braços o cansaço da solidão, meu amor, Navego sem destino, desorientado, sem leme… nem rumo certo, Trago no peito a lança cravada pela noite, (...)

    Ler mais
  • avatar

    Recordando... Gastão Cruz

    cateespero, em cateespero18/8/2017 às 22:00

    ODE SONETO À CORAGEM   O silêncio coragem não consente o amor da linguagem o silêncio é um incêndio grande e a nossa fala estremece de palavras abraçadas   Há um amor do que se diz do fogo onde sempre se esgota a nossa voz dizer palavras é lutar se a luta reconhece as (...)

    Ler mais
  • avatar

    aquilo que se vê

    Cecília, em narizdecera17/8/2017 às 19:37

        fecho os olhos. vejo luzes de cidades distantes. a noite distante. vejo o brilho de um sonho tão impossível.   a escuridão é absoluta. a escuridão é infinita. todos os cegos sabem que a escuridão é a morte.   fecho os olhos. vejo aquilo que se vê com os olhos (...)

    Ler mais
  • avatar

    ALGUÉM DE PASSAGEM  

    Nuno Félix da Costa, em relatoriosobreoqueacontece16/8/2017 às 00:13

    Dedos admirados de um corpo, ao vento piparotes de enganos soltam. O pensamento (assim, verso-pão do «alguém» não referido que sustenta a ausência – e a demora) plana numa obsessão de preenchimento. Terno balão no oco de si varre os detalhes do sentido (encontra-o e (...)

    Ler mais
  • avatar

    a minha bola trapeira

    pontos nos is, em pontos-nos-is11/8/2017 às 12:35

    Sou feita de meia e trapos de trapos aos bocadinhos lisos, às riscas e pintas e também aos quadradinhos   Eu levo a bola trapeira dentro da minha sacola, vou jogar muito com ela no recreio da escola   Ja rompi o meu sapato ja ficou sem a biqueira, foi de chutar tantas vezes a (...)

    Ler mais
  • avatar

    "Família"

    João Jesus e Luís Jesus, em letrasaventureiras11/8/2017 às 10:00

      O amor está presente em todas elas, Sem ela não conseguimos passar, Mesmo que tenham alguns conflitos, A família havemos sempre de amar   Pai, mãe e filhos Os mais importantes membros familiares, Também existem os avós e os tios, Tais como os animas, umas adições (...)

    Ler mais