pub

Tags : poesia

  • avatar

    O exilado corpo da paixão

    francisco luís fontinha, em franciscoluisfontinhahá 44 minutos

    Vivo exilado neste corpo cansado, Tenho as rugas do desejo estampadas nas mãos calejadas pela velha e imaginária enxada, Os socalcos lá longe, dormem profundamente na sombra de um rio, Navego em ti, minha querida, até que regresse a morte e te leve para longe, Imagino-me sem ti, (...)

    Ler mais
  • avatar

    Caído da noite

    Palavrasfelinas, em palavrasfelinashá 5 horas

    Caído da noite está o momento em que a vida te espera Como ave branca que voa no espaço inalcansável de ti Levantas os olhos e percebes a dimensão incomparável da manhã O teu corpo recorta-se por fora das palavras..a tua mão toca o pequeno espaço da Vida Sabes que na (...)

    Ler mais
  • avatar

    #2560 - As contradições de um corpo mergulhado numa piscina

    \foleirices, em foleiriceshá 6 horas

        a oscilação da vontade e da recusa em fazer alguma coisa a fala que não se entende com a língua a luz brilhante e quente que não aquece a chuva que bate na vidraça em silêncio as portas que só rangem no escuro percorrer o quarto obliquamente suspenso do tecto sobre o (...)

    Ler mais
  • avatar

    revolução

    sonia'g, em andarporforahá 7 horas

      Como casa limpa Como chão varrido Como porta aberta   Como puro início Como tempo novo Sem mancha nem vício   Como a voz do mar Interior de um povo   Como página em branco Onde o poema emerge   Como arquitectura Do homem que ergue Sua habitação   Sophia de Mello (...)

    Ler mais
  • avatar

    Desinteressadamente

    Sílex, em sobretudocansacohá 9 horas

            Dava... um braço. Dava o fígado e o baço. De bom grado, daria a cabeça e venderia a alma ao diabo, para preservar o coração. Tudo isto porque te amava, sem precisar, que me desses nada,  nem um pouco de atenção.     Dava... uma perna. A minha pureza interna. (...)

    Ler mais
  • avatar

    O Pássaro Azul

    Rita PN, em atequeossentidostransbordemhá 13 horas

    há um pássaro azul em meu peito que quer sair mas sou duro demais com ele, eu digo, fique aí, não deixarei que ninguém o veja. há um pássaro azul em meu peito que quer sair mas eu despejo uísque sobre ele e inalo fumaça de cigarro e as putas e os atendentes dos bares e das (...)

    Ler mais
  • avatar

    REENCONTRANDO

    izoton, em izotonhá 19 horas

    UM ANTIGO AMOR           Durante a Segunda Guerra, um soldado foi ferido, e uma jovem consegue socorrê-lo. Ela cuidou dele, e ele se recuperou. Contudo a guerra continuava, e o soldado precisou partir. Apaixonados, eles se despediram, e ele levou uma foto dela.         (...)

    Ler mais
  • avatar

    Pela concha entreaberta do sol

    sonho_realidade, em sonho_realidadehá 22 horas

    acordo suspenso no anel esguio das tuas pernas, prisioneiro no gradeamento morno dos teus braços na nudez cúmplice de todas as manhãs.   Ainda enrodilhado na ternura húmida dos lençóis aguardo já com ansiedade pelo trópico da noite, para que de novo se faça ouvir o uivo (...)

    Ler mais
  • avatar

    Como uma sombra de ti, percorreu o olhar

    antonioramalho, em anpera2122/8/2017 às 13:36

    Ela percorreu o olhar da beleza, na sombra que flutua no silêncio. Gostaria de compreender o que voltou a atenção difícil. O toque que chamou a luz dentro de si, caminhou no encantamento a fazer parte do inevitavel. Na razão que justifica o que escreveram os seus lábios, sonhar (...)

    Ler mais
  • avatar

    Reencontrarei

    Filipe Vaz Correia, em canecadeletras22/8/2017 às 12:13

          Tenho saudades tuas; Minhas, De tanto e tão pouco ao mesmo tempo, Nesse tempo outrora nosso, Tão nosso que se esfumou, Tão ténue que desvaneceu, Tão triste que chorou, Naquele dia em que desapareceu...   Tenho saudades tuas; De ti que já não existes, De mim que te (...)

    Ler mais